28 de out de 2009

E.V.A.

É possível encontrar muitas figuras de E.V.A. prontas para serem usadas em nossos layouts. E, o melhor, bem baratinhas!

Adorei as flores ao lado, compradas na Big Festas (Av. Padre Anchieta, 2636, fone: 3335-4444). Já usei uma no quadrinho de maternidade da Lara.

Ganhei estas margaridinhas lindas da Sílvia. Tenho que perguntar à ela onde comprou.

Comprei as outras flores, corações e cifras na Casa do Sapateiro (Alameda Doutor Muricy, 253, fone: 3222-9960).




18 de out de 2009

Como comprei minha Cricut no e-Bay

À pedido das amigas Fernanda e Angela, vou descrever neste post como fiz para comprar minha máquina Cricut Expression.

Sempre tive muito medo de comprar por sites como o Mercado Livre ou o e-Bay. Porém, a vontade de ter uma Cricut foi maior e resolvi arriscar. Fiz as contas e, mesmo pagando a máquina em dólar e o imposto de importação (60% do preço total: produto + envio), vi que ainda sairia a metade do preço cobrado nas lojas de scrapbook e mesmo no Mercado Livre.

Pesquisei no e-Bay nas opções "Buy it now" (compre agora - você compra pelo preço estabelecido pelo vendedor) e "Auction" (leilão - o vendedor põe um preço inicial e todos vão dando lances). Dei lances em vários leilões, até conseguir ganhar uma por U$250,00. O preço saiu U$ 30,00 abaixo do pedido nas opções "Buy it now". O shipping (envio) saiu por mais U$ 100,00. Comprei da empresa happyclan5.

Como os Correios estavam em greve, o aviso de chegada chegou duas semanas depois da máquina estar no Brasil. Mas telefonei aos Correios três semanas depois da compra e passei o "tracking number". Informaram que ela estava na Agência da R. João Negrão. Fui até lá, paguei o dolorido imposto (R$ 370,00) e levei a cricutinha pra casa.


Esta foto é do dia em que ela chegou. A Lara adorou a caixa!

IMPORTANTE:
Quando pesquisar, cuidar para procurar por Cricut Expression. Quando diz só Cricut Machine ou Cricut Create, é a máquina mais simples, versão anterior, que só corta 15cm x 30cm. A Cricut Expression corta 30x30 e 30x60cm.

A Cricut Expression vem com dois cartuchos: Plantin Schoolbook e Accent Essentials. A minha também veio com um tapete (mat) 30x30.

O imposto no Brasil é calculado sobre o frete também.

Uma vez que você dá um lance e ganha o leilão, compromete-se a comprar o produto. Portanto, é preciso pesquisar bastante antes de dar o lance.

Tive sorte e tudo chegou como o esperado, mas não ponho a mão no fogo por nenhum vendedor do e-Bay.

Os tapetes (mat) e lâminas (blade) duram pouco, então será necessário comprar mais. Também é bom comprar o tapete 30x60 (12''x24"), para projetos maiores. Estes items podem ser comprados no e-Bay ou no Mercado Livre.

Cricut

Pesquisei muito, conversei com cricuteiras (obrigadíssima, Jucy!!) e, após um longo namoro, tomei o grande passo... comprei minha Cricut Expression!!

Até agora, um mês após a chegada da cricutinha, meu único arrependimento foi não tê-la comprado antes!

Fiz as lembrancinhas da Lara aí ao lado todas na tesoura, mesmo. Teria sido infinitamente mais fácil se eu tivesse a Cricut na época. Os cartõezinhos ficariam com um acabamento muito melhor e eu não teria me estressado tanto! Já viu, né, bicho mais estressado que mulher grávida, impossível!!

Para o quadro de porta de maternidade que fiz, por exemplo, poderia ter eu mesma feito as letras, ao invés de comprá-las.

O que mais me chamou a atenção neste "momento nova mãe" da minha vida, foi o cartucho New Arrival. Fofíssimo, cheinho de tudo que vou precisar neste primeiro ano da Lara!! Agora, só falta tempo para usar!

De volta!

Na semana passada, procurando no Google por informações sobre papelão sem ácido para passar para minha amiga Fernanda, me deparei com esse blog na lista de resultados e pensei: "nossa, é o meu blog!!!". Um ano e cinco meses depois do último post, eu já havia esquecido que tinha esse blog... Daí, deu aquela vontade de voltar a postar aqui. Muitas coisas aconteceram nesse meio tempo, sendo que a mais importante delas foi o nascimento da minha filhinha Lara, o que já me manteve beeeem ocupada e feliz. Agora, estou de volta! Desculpem pela longa demora!

2 de mai de 2008

Papelão

Adoro fazer mini-álbuns para presentear. No ano passado procurei papelão Hoeller, para montar meus minis e não achei. Este é o único papelão sem ácido fabricado no Brasil.

Nas viagens da família para Avaré, vi a placa da "Fábrica de Papelão Hoeller", que eu não sabia que era de Campo Largo, tão pertinho... Telefonei para lá e me passaram o número de telefone do representante comercial deles, a empresa Adriale.

A folha de papelão é muito barata! O trabalhoso é cortar no formato que a gente quer, depois. Sempre corto as páginas no formato quadrado, porque é mais fácil com o estilete. Dias atrás resolvi mudar o formato, e fazer um formato diferente para o álbum de dia das mães... Quase desisti, mas consegui deixar as páginas com um tamanho "parecido", não exatamente iguais.

Post editado - A Alezinha deu a dica: "a loja Bebic (Av. Senador Souza Naves, 883, fone 3023-8824) vende esse papelão e se vc compra lá eles cortam a folha na medida que você quiser. E não precisa ser a folha toda na mesma medida, você pode pedir pra cortar pedaços de medidas diferentes". Muito obrigada, Ale!! A Pati Dias endossou a dica da Alezinha. Valeu, Pati!!

Post editado - Minha amiga Luciane esteve na Adriale e disse que eles não revendem mais o papelão Hoeller. Por dica da Jucy Kadlec, comprei meu novo papelão na loja Inventário, no Alto da XV (R. Sete de Abril, 790, fone 3262-9532).

18 de mar de 2008

Fitas e rendas


Fitas e rendas dão um toque especial às páginas. Rendas delicadas podem ser usadas em layouts românticos, florais ou de fotos antigas, por exemplo. Recentemente, comprei muitas fitas lisas, para usar em tags, no Armazém das Embalagens, na Av. Sete de Setembro, por R$ 1,20 cada. Também encontrei lá fitas quadriculadas e outras mais finas.
Outro lugar em que gosto de comprar esses artigos é na Casa Belém, na R. Dr. Muricy.

14 de mar de 2008

Metais




Na foto ao lado está minha coleção de metais. A maior parte deles foi comprada na Casa Sade da Av. Batel, próxima ao Shopping Crystal, e na Altero Metais, que descobri por acaso na R. Dr. Muricy, 321. Há metais de vários tipos e formatos em lojas de artigos para bijuterias que podem ser usados em páginas de scrapbooking. Deve-se tomar cuidado, porém, para comprar só peças em alumínio, ou que pareçam mais "confiáveis" quanto à oxidação, a qual pode estragar nossos papéis e fotos.

13 de mar de 2008

Flores


Sempre achei lindas as Prima Flowers, mas muito além do que eu planejava gastar.
Comecei a entrar nas "Casas China" e outras lojas que vendem flores artificiais para arranjos e algumas vezes tenho a sorte de encontrar exatamente o que estava procurando. É preciso ser persistente e passar por flores bem feinhas, ou que não são apropriadas, para chegar às que podem ser usadas, são bonitinhas e muito baratas. Depois de comprá-las, basta remover o miolo, que sai bem fácil e deve ser jogado fora, porque geralmente não é bonito, e tirar as flores do cabo.

Na página acima, usei uma prima flower (linda!) no canto superior direito, que ganhei de uma scrapper muito querida, e uma flor "by Casas China", no canto inferior esquerdo.

Como economizar

Que hobby caro, esse de fazer scrapbook! Há tantos artigos maravilhosos, há tantas lojas lindas e aconchegantes! E, se as lojas e os artigos existem, é porque existe público para eles. Em geral, os materiais específicos para essa arte são bem mais caros do que artigos de papelaria, por exemplo. Isso é plenamente explicado pelo fato de tais materiais serem livres de ácido e com padronagens lindas.
Porém, apesar de eu até ousar fazer pequenas loucuras vez ou outra, não tenho como acompanhar as novidades e adquirir um pouco de tudo que eu gostaria. Desde que comecei a fazer scrapbook, em agosto de 2006, tenho pesquisado como adaptar e comprar items mais baratos, que também não tenham ácido e, portanto, não ofereçam perigo à durabilidade das páginas.
Coloquei em prática algumas das idéias que li em sites de scrap e revistas, ou ouvi de outras scrappers. São essas idéias que pretendo reunir aqui, postando aquilo que funcionou para mim. Talvez não haja nenhuma novidade para scrappers com experiência, mas espero que os materiais e técnicas que serão descritos sejam de utilidade para quem está entrando no mundo do scrap e, como eu, precise economizar.

Mais um blog...

Antes de criar esse blog, me debati com questões do tipo: por que criar mais um blog, em meio a tantos que já existem? onde fica a minha privacidade quando eu mesma atento contra ela, expondo-me em um blog?
Não achei resposta para essas perguntas, então resolvi fazê-lo assim mesmo.
Outro motivo, muito válido, para estar aqui tentando entender como os blogs funcionam, é que já são duas horas da manhã e não consigo dormir. Talvez isso me dê sono. Vamos ver...